Page 2 of 7

Diário de Escrita #26

O NaNoWriMo começa amanhã e eu planejei seis posts relacionados à ele para esse mês. Se você não sabe o que é o NaNoWriMo, eu já fiz vários posts sobre o assunto no NUPE, mas lá vai uma explicação rápida: todo ano, o sindicato de escritores norte-americanos faz de novembro o Mês nacional de escrever um livro, com o objetivo que os participantes escrevam 50 mil palavras durante o mês de novembro. Qualquer pessoa pode participar, escrevendo em qualquer idioma.

Eu participo de NaNos desde 2009, acho, e parte do primeiro rascunho de A Ilha dos Dissidentes foi escrita durante um NaNo. Mas eu nunca ganhei um Nano. Nunca fiz as 50 mil palavras durante Novembro como o proposto, mas acho que no final não é isso que importa para mim. Foi por causa do NaNo que eu aprendi como funciono para escrever, que comecei a explorar as técnicas de produtividade que uso hoje, que descobri se preciso de planejamento ou não, dentre outras coisas. Conheço várias pessoas que não funcionam no esquema do NaNo, mas elas precisaram fazer ele para descobrir. Enfim, em geral, acho uma iniciativa bem legal.

Para começar essa série de posts, quero falar sobre algo muito importante: tempo para escrever.

É tarde! É tarde!

É tarde! É tarde!

Continue reading

Diário de Escrita #25

Sabe aquela brincadeira de “eu tenho uma boa notícia e uma ruim, qual você quer primeiro?”. Então, hoje eu recebi uma notícia boa e uma ruim, qual vocês querem primeiro?

A boa é que o ebook de A Retomada da União já está disponível em todas as lojas!!!!!

A ruim é que eu descobri isso porque JÁ piratearam ele. Pois é.

thisismymmoent3

DESCRIÇÃO FIEL DO MEU SENTIMENTO QUANDO SOUBE

Não é o primeiro livro meu que é pirateado não, mas é a primeira vez que falo publicamente sobre isso. Olha, na primeira vez, eu pensei “não vou comentar para as pessoas não irem procurar, vou fazer outras coisas para tentar promover os livros!”, até porque eu tenho umas visões complicadas sobre isso. Mas dessa vez, eu fiquei tão, tão puta que não dá pra ficar calada.

Meu objetivo aqui não é pegar briga, não é discutir, não é crucificar ninguém. Eu só quero desabafar um pouco e contar para vocês como é que as coisas funcionam e PORQUÊ, com o modelo que temos hoje, inseridos no sistema capitalista, piratear livros é nocivo e ruim para os autores. Eu não quero saber os motivos de vocês para piratearem, a vida é de vocês e vocês fazem o que querem. Mas acho que é importante que vocês saibam as consequências do que fazem para poderem tomar decisões com mais informações.

Continue reading

Diário de Escrita #24

Se acomodem que para compensar, o texto de hoje é GIGANTE. Vou aproveitar que a Bienal acabou para falar de um assunto muito importante: DIVULGAÇÃO.

Imagino que se você tá aqui porque é interessado em escrever, deve ter alguma noção de como as coisas funcionam. Eu sei que eu tinha: o processo não termina só porque o livro foi publicado, você precisa divulgar ele constantemente, essas coisas. A teoria vai por aí mesmo, mas ela não necessariamente te prepara para a prática. O autor é o maior responsável pela divulgação do seu próprio livro.

Caso você não conheça, essa é a capa de Minha Vida Fora de Série 3!

Esse é Minha Vida Fora de Série 3!

Eu quero ilustrar com um exemplo que vocês devem conhecer: A Paula Pimenta. Desde que lançou Minha Vida Fora de Série 3, a Paula está na lista dos mais vendidos da Veja e de outros sites. Com Um Ano Inesquecível, lá foi ela novamente, junto com a Thalita, a Bruna e a Babi. Ela já saiu em jornal, em revista, na televisão, praticamente todo mundo no meio literário sabe quem ela é, ela já vendeu mais de 500 mil livros, foi traduzida lá fora… e ainda assim, ajudando no estande da Autêntica na Bienal, vi que ainda tinha gente que sequer sabia quem ela era, não conhecia nenhum dos livros que ela lançou e estava descobrindo eles ali.

Se isso acontece até com a Paula, que é bestseller, vai acontecer com todo mundo. Sempre existem leitores potenciais para os seus livros, sempre tem gente que não te conhece. E ficar sentado esperando que esses leitores venham até você, que os livros caiam do céu no colo deles é pedir para que seus livros não sejam lidos. E eu tenho a impressão de que se você quer publicar um livro é porque você quer que as pessoas leiam a sua história, né?

Continue reading

Atualizações no site + Uma newsletter

A Bienal do Rio de Janeiro acabou e com ela veio O GOSTO AMARGO DA SAUDADES. Ok, nem tanto, mas adoro o período de Bienal, adoro rever meus amigos do meio literário, conhecer novos leitores e abraçar antigos e toda essa injeção de ânimo que o evento me dá. O primeiro semestre do meu ano sempre gira em torno da Bienal, desde preparar o livro para o lançamento até o evento propriamente dito, e agora que ela passou, finalmente tenho tempo para trabalhar em outros projetos.

Mas vamos por partes. A primeira notícia desse post é que dei uma mexida no site. Tenho feito algumas mudanças desde antes da Bienal e ainda devo fazer alguns ajustes. mas as principais já estão feitas. Primeiro, atualizei tudo relacionado à Retomada da União, incluindo links de compras. Também atualizei o FAQ com algumas informações e adicionei uma página para eventos. Eu sei que aqui na lateral do blog eu já faço a listinha deles, mas acho que com uma página fica mais fácil administrar e adicionar coisas a longo prazo. Sei lá, vamos ver como funciona.

Caso você tenha preguiça, eu fiz uma imagem para facilitar a vida de vocês quanto aos próximos eventos:joseph chilton pearce Eu recebo muitos pedidos de “Bárbara, vem fazer evento em tal lugar” e sempre guardo para saber onde as pessoas mais pedem evento. Além disso, tem a pesquisa para saber onde estão meus leitores e Belém sempre é a cidade que ganha! Por isso, em novembro, vou dar uma passadinha lá para conhecer meus leitores paraenses. Espero que tenhamos novas datas de eventos para o segundo semestre, mas ainda não temos nada definido (e as datas que eu posso coincidem com vestibulares e não tá fácil pra ninguém).

Além disso, algum tempo atrás eu decidi fazer um experimento. Eu recebo em média uns três ou quatro pedidos de parceria por dia, mesmo deixando claro que não sou responsável por isso, então pensei em fazer um canal de ligação entre blogs e eu, para dar informações para eles em primeira mão. Aí pensei “por que não para os leitores também?” e aí: “Também podia dar algumas dicas de escrita pelo mesmo canal!” – e foi daí que surgiu a ideia de fazer uma newsletter. Eu ainda não mandei nenhuma e também não planejo enviar de forma periódica, mas a ideia é que notícias como essas sejam enviadas por lá antes de serem postadas aqui.

Também aceito sugestões do que vocês gostariam de ver por lá. Enfim, se tiverem interesse, se inscrevam aqui! Não deixem de marcar em quais opções vocês se enquadram porque quem marcar a de escritor vai receber um material diferente dos outros.

ENFIM, ACHO QUE É ISSO!!!

SEXTA-FEIRA NOS VEMOS COM MAIS UM DIÁRIO DE ESCRITA!

Playlist de A Retomada da União!

A Retomada da União lança na Bienal e a partir do dia 03/09 (quinta!) vocês já podem comprá-lo no estande da Gutenberg! Eu estarei lá do dia 05/09 ao dia 13/09, com dois eventos marcados (que são os dias que COM CERTEZA) me encontrarão lá:

  • dia 07/09 é o lançamento de ARU, às 16h no estande da Gutenberg
  • dia 12/09 tem um evento de O Outro lado da cidade, livro de contos que tem eu e outros autores maravilhosos, às 15h, no estande da Aquário.

Se você não vai na Bienal, o livro está em pré-venda nesses lugares aqui (e na página do livro aqui tem vários links de compra).

Com essa proximidade do lançamento, CHEGOU O MOMENTO QUE A GENTE MAIS AMA: A PLAYLIST!!!!!!!!!!!!!!

SIM!!!!!!

ESTÁ AQUI!

Se vocês acompanham esse blog, sabem que eu só escrevo ouvindo música. O processo da elaboração da playlist é extremamente complexo e envolve adicionar várias músicas enquanto escrevo e tirá-las quando termino o livro, deixando um número razoavelmente menor. Vocês podem ouvir a playlist de A Ilha dos Dissidentes aqui e a de A Ameaça Invisível aqui.

E a de ARU, aqui:

Diário de escrita #23

É, não teve post semana passada.

O que aconteceu: eu estou trabalhando num estudo no estágio e completamente sem tempo, então pensei “ah, quando chegar em casa eu faço o post e programo” durante todos os dias da semana. Mas chegou a sexta-feira e eu estava tão, tão cansada que sequer abri o computador. Essa semana, estava reclamando com a minha mãe sobre como ando exausta. Chego em casa e quando dá oito da noite, mal consigo manter os olhos abertos. Eu tenho inúmeras coisas para fazer – da faculdade, de divulgação de Anômalos, dos próximos projetos – mas só consigo deitar e olhar na cama e olhar para cima até a hora aceitável para dormir (22h, no meu mundo).

Isso não é novidade. Eu estava assim no início do ano, enquanto escrevia ARU. O problema é que, naquela época, era bastante justificável: quatro matérias pesadas na faculdade, seis horas de estágio, fins de semana inteiros dedicados à escrita. Agora não. Tenho três matérias que são até pesadas, mas relativamente tranquilas (OK, não tanto, tenho nove artigos para resumir antes da bienal e fiz DOIS, por motivos supracitados de chegar exausta em casa) e não tenho a obrigação de entregar um livro no prazo, sabe. Até comentei com a minha mãe que acho que estou com deficiência de alguma vitamina, porque não é possível. Também culpo a atividade física que comecei a fazer regularmente em março e outros mil fatores.

Mas daí eu li esse post do Felipe Castilho e os 6 kg que ele perdeu escrevendo o terceiro livro de O Legado Folclórico. E um post que uma outra escritora fez e a Sarah Dessen compartilhou. E de repente, tudo fez sentido e uma teoria que eu tinha ficou um pouco mais profunda.

Continue reading

Diário de Escrita #22

Antes de ir ao que interessa, essa semana aconteceram UM MILHÃO DE COISAS!!!!!

Como o lançamento de A Retomada da União está se aproximando numa velocidade impressionante (e um pouco assustadora), estão saindo citações, promoções e diversos outros tipos de divulgação em outros lugares. Ao longo das próximas duas semanas vou trazer tudo para cá, para concentrar em um lugar só, e devo liberar a playlist em breve também!

Mas ao que interessa:

1) A Retomada da União já está em pré-venda! Isso mesmo, você já pode comprar o livro na maior parte das lojas online, como a Saraiva, a Travessa, a Amazon, a Livraria da Folha, a Cia dos Livros. Comprar em pré-venda é interessante por dois motivos: sempre tem um desconto um pouco melhor do que comprar na hora e é muito bom para o autor. Já que meu objetivo aqui é sempre mandar a real sobre o processo editorial, boas vendas na pré-venda chamam a atenção das livrarias e fazem com que elas posicionem o lançamento melhor quando ele efetivamente ocorrer. Se você pode, sempre tente comprar os livros dos autores que você gosta em pré-venda.

2)  O lançamento oficial na Bienal teve a data confirmada. Embora eu vá na Bienal do dia 05/09 ao dia 13/09 (com exceção, por enquanto, do dia 08), o lançamento oficial de A Retomada da União será dia 07/09, às 16h, no Estande da Editora Autêntica. Também haverá um evento de O Outro Lado da Cidade, coletânea em que participo com nove outros autores, no estande da Editora Aquário, mas informo sobre isso mais para frente.

3) A fanpage Anômalos está com um sorteio bem legal valendo toda a trilogia autografada. Para participar, é só compartilhar a imagem da fanpage e preencher o formulário! Participem!

4) Devido à imensa demanda de blogueiros por parceria e minhas limitações em fazê-las, decidi criar uma newsletter para mandar informações em primeira mão para os blogueiros interessados. Daí decidi colocar três segmentos: leitores, blogueiros e escritores que querem acompanhar o Diário mais de perto. É só se inscrever nesse link!

Acho que é isso. Então vamos ao que interessa? Hoje vamos falar de FICHAS DE PERSONAGENS!!

Continue reading

Capa de “A Retomada da União”

Oi, gente, a capa de A Retomada da União já foi liberada! A arte ficou sensacional e remete ao final do livro (nem é tão spoiler assim, vai) e eu sempre quis que ela fosse vermelha deveria ter mais sangue. O lançamento será em setembro, na Bienal do Livro do Rio, mas chegará em todo o país no mesmo mês. Estou ansiosa para saber o que vocês acharam!

Capa A Retomada da União

Adicione no skoob e no goodreads (cuidado que a sinopse pode conter spoilers para quem ainda não leu os livros anteriores).

Eu gravei um vídeo respondendo algumas dúvidas dos leitores sobre a trilogia Anômalos e falando um pouco sobre a capa:

Diário de Escrita #21

**Esse texto foi escrito dia 29 de Abril e não editei para Julho, mas a polêmica dos Livros de Colorir continuam aí. Em Maio, eles venderam mais de 200 mil exemplares no país e é um fenômeno que está acontecendo no mundo inteiro, não só aqui. Enfim, introdução a parte, acho que é um reflexão interessante!**

Eu comecei a ler A Arte de Pedir, da Amanda Palmer, e desde então estou refletindo muito sobre esse negócio que é fazer arte, o relacionamento do criador com quem consome suas criações e outras coisas mais. Eu admiro muito a Amanda, apesar de algumas coisas problemáticas que ela já fez na vida, principalmente pelo seu ímpeto de tentar inovar e sua confiança aparentemente ilimitada em quem consome a arte que ela faz. O livro explora isso de várias formas, mas não é por isso que estou fazendo esse texto.

Por outro lado, durante essa semana tiveram um milhão de polêmicas sobre aqueles livrinhos de colorir para adultos. Eles são a nova febre, enchendo as listas de mais vendidos de não-ficção e aparentemente um ótimo presente de dia das mães. São uma continuação natural, na minha opinião, da onda que começou com Destrua esse diário e afins. A questão toda é que: são livros de colorir. Sabe, aquilo que sempre esteve disponível na sessão infantil, e agora está em todas as prateleiras com um selo antiestresse. Isso gera muita discussão: tem gente que não acha que é livro, tem gente que acha besta, tem muita gente achando muita coisa.

E pensando sobre isso, acabei me deparando com um devaneio que começa com a pergunta:

O que é arte?

Apertem o cinto que esse post vai ser longo.

Continue reading

Anômalos 3 – Título e resultado!

Vocês deram ótimos palpites, chegaram bem pertinho do título certo e várias pessoas acertaram! Pessoalmente, meu favorito foi O Carro Elétrico da Diversidade, ahahaha. Mas o título real é…

A RETOMADA DA UNIÃO

Mais informações virão nas próximas semanas, então apertem os cintos!!

Por causa de um erro técnico, o post aqui saiu no twitter às  19 e no facebook, só às 19:30. Como o objetivo final era premiar a primeira pessoa que descobrisse, esse atraso prejudicou quem só tem o facebook. Por isso, vou premiar a primeira pessoa a acertar no twitter e a primeira pessoa a acertar no facebook.

OS VENCEDORES FORAM:

Continue reading

« Older posts Newer posts »

© 2017

Theme by Anders NorenUp ↑