Tag: ARDU

Anômalos 3 – Título e resultado!

Vocês deram ótimos palpites, chegaram bem pertinho do título certo e várias pessoas acertaram! Pessoalmente, meu favorito foi O Carro Elétrico da Diversidade, ahahaha. Mas o título real é…

A RETOMADA DA UNIÃO

Mais informações virão nas próximas semanas, então apertem os cintos!!

Por causa de um erro técnico, o post aqui saiu no twitter às  19 e no facebook, só às 19:30. Como o objetivo final era premiar a primeira pessoa que descobrisse, esse atraso prejudicou quem só tem o facebook. Por isso, vou premiar a primeira pessoa a acertar no twitter e a primeira pessoa a acertar no facebook.

OS VENCEDORES FORAM:

Continue reading

Diário de Escrita #5

1) Da importância do Backup

Esse é mais um dos posts escritos na sexta-feira mesmo. Eu percebi que toda vez que faço o post na quinta, a sexta me revela uma surpresa. Semana passada, foi uma surpresa que me ensinou a importância do Backup. Eu já tinha tido problemas com arquivos corrompidos antes na minha vida, mas nunca desde que comecei a usar meu combo de macbook + libreoffice. Mesmo assim, eu sou super paranoica com isso: escrevo direto no arquivo da dropbox, envio emails com o arquivo periodicamente para mim e para os meus betas, salvo versões diferentes.

Só que com esse livro eu fui, podemos dizer, OTÁRIA. Como no início percebi que eu teria que fazer várias alterações no primeiro rascunho para que a cronologia fizesse sentido, decidi não enviar mais semanalmente para os meus betas. Isso não é um problema per se, porque eles também são pessoas ocupadas que não podem me dar feedbacks semanais e qualquer sugestão que fizessem também só seria considerada quando eu terminasse, então tudo bem. O que eu não me liguei é que essa também é uma forma de backup. Então tá, vamos viajar no tempo para uma semana atrás.

Continue reading

Eu só consigo me concentrar para escrever com música. Não compartilho essa característica com todos os meus amigos escritores – inclusive, a maior parte dos que eu conheço acham que música com letra atrapalha e prefere o silêncio ou música instrumental. Eu não, minha mente é hiperativa e preciso de palavras para poder me desligar. Isso faz sentido para vocês? Não consigo explicar, mas é como se a existência de ruído me fizesse aumentar a concentração.

Enfim, gosto muito de fazer playlists temáticas para os livros DEPOIS que termino de escrevê-los, mas geralmente as músicas que ouço enquanto escrevo não são todas iguais. Eu vario em letra e ritmo conforme a cena, para poder me ambientar, e escuto essa playlist de escrita na vida para manter a cabeça na história do livro.

HOJE TRAGO ALGUMAS MÚSICAS PARA VOCÊS, UHUL!!

OHNE DICH

Eu gosto muito de Rammstein desde que era adolescente e eles tem umas músicas MUITO boas, como Ohne Dich. A letra e o ritmo são belíssimos, contrariando a visão que as pessoas tem de que Rammstein é assustador.

Ohne dich kann ich nicht sein
Ohne dich

(Charles </3)

TAKE ME TO CHURCH

We were born sick
you heard them say it

Continue reading

Estou viva! (ou quase)

Eu estive pensando nesses dias: se a Sybil tivesse que ser amiga de alguma super heroina, qual seria? A resposta foi obviamente a Kamala Khan (você vê ela aqui do lado, Ms. Marvel lindinha). Não só por elas serem parecidas fisicamente, mas também espiritualmente. Se a Sybil não tivesse crescido na zona de Guerra, com certeza seria tão saliente quando a srta. Khan.

Mas ok, isso é só um devaneio para dizer que ESTOU AQUI!! E VIVA!! Assim, semi-viva, é claro, porque estou dentro da caverna da escrita cuidando dos personagens que vocês mais gostam com muito amor e carinho, sabe. É o desfecho da história deles, quero que haja um desenvolvimento psicológico bom e ninguém termine a trilogia traumatizado para a vida e com marcas físicas e psicológica  irreversíveis.

Ei, por quê você está olhando para mim como se eu estivesse brincando? É sério!

Enfim, eu quero manter esse site atualizado com pelo menos um post por semana, então aceito sugestões. O que vocês querem que eu faça? Um diário ao fim da semana com todo o avanço (de forma vaga) que fiz na escrita do terceiro livro? Vocês querem que eu responda perguntas que vocês fizerem? Enfim, opinem por aqui ou pelo twitter! Se tiverem perguntas, façam aqui nos comentários 🙂

Ah, e se você ainda não participa do grupo de Anômalos lá no facebook, é só clicar aqui.

Adios e até logo!

© 2017

Theme by Anders NorenUp ↑