Não. Eu ainda não terminei a revisão. *riso nervoso*

Várias pessoas já vieram me falar como gostam dos meus agradecimentos e eu fico muito, muito feliz com isso, porque todas as palavras que estão lá são verdade. No de A Ameaça Invisível, eu começo dizendo que nunca acreditei nessa coisa de “cada livro de uma série é um processo de escrita diferente” até começar AAI, mas eu finalmente tenho dimensão disso com esse terceiro livro. Dessa vez, foi completamente diferente de todas as outras vezes em que escrevi um livro (seja até o final ou não) e tenho aprendido muito sobre mim, sobre escrever e sobre o desespero que é estourar um prazo.

Veja bem, eu sou uma pessoa que consegue organizar as coisas relativamente bem. Tenho horror a fazer coisas em cima da hora e sempre me planejo para terminar uma, duas semanas antes da data de entrega, para ter tempo de manobra em caso de problemas. Eu realmente terminei Anômalos 3 dentro do planejado, mas a minha experiência anterior com revisão não foi nada comparada com o que está sendo revisá-lo. Tem sido um bom aprendizado para perceber que OLHA, NEM TUDO SEGUE UM PADRÃO, BÁRBARA, e pretendo falar mais sobre isso em outubro, quando o livro tiver saído.

Com isso, eu tenho trabalhado os fins de semana inteiros, das nove da manhã até as onze da noite, com as devidas pausas para que eu não morra.  O que significa que:

ADEUS VIDA SOCIAL.

"Eu sai de casa hoje!", minha reação toda vez que consigo sair nos fins de semana

“Eu sai de casa hoje!”, minha reação toda vez que consigo sair nos fins de semana

Minha amiga que mora em São Paulo veio para cá e não pude vê-la. Não sei mais quanto tempo faz desde a última vez que sai com um outro grupo de amigos, sendo que normalmente nos vemos no mínimo uma vez por mês. Eu só assisti Mad Max porque chutei o balde e disse “HOJE PRECISO VER UM FILME”, mas fui com a minha irmã e a Val (que é praticamente minha irmã). Esse fim de semana tem um evento do Dia da Toalha aqui em Brasília e em vez de ficar o dia inteiro lá, como é minha vontade, vou ter que ficar o quê, uma hora e meia? Duas?

E é por isso que em todos os agradecimentos meus amigos aparecem. Porque todos eles entendem que não posso sair não porque odeio eles e sou uma péssima amiga, mas sim porque estou ocupada e o único tempo livre que tenho para me dedicar 100% ao livro é nos fins de semana. Todos sempre me perguntam a quantas andam o livro, se eu estou bem, mandam eu me cuidar para não ficar doente. Outros amigos — meus amigos escritores, que fazem sprints comigo, que leem os textos e escutam minhas ideias em primeira mão — também estão lá para os momentos loucos em que eu fico nervosa achando que nada vai dar certo ou que o livro tá péssimo ou que o apocalipse vai chegar antes que a Bienal chegue. Meus pais também são bem compreensivos e me lembram de comer, dormir e descansar, então acho que se eu morasse sozinha já tinha morrido -q

Eu preciso da sua ajuda!

Eu preciso da sua ajuda!

Eu estou falando isso aqui porque tem muita gente que acha que escrever é uma atividade solitária que é feita em montanhas por eremitas loucos, mas, para mim, é importante ter uma comunidade ao meu redor para me dar apoio. Seja ao compreender a dificuldade que é conciliar tudo o que faço, seja por me ouvir quando estou em crises criativas ou tenho uma ideia enquanto estou dirigindo (ok, quem sofre mais essa última é minha irmã). Também tem o resto — eu já repeti várias vezes como o contato com os leitores é uma das partes que mais gosto de toda essa história de publicar livros e é verdade. É um dos motivos pelos quais gosto tanto de Bienal.

E também é muito bom ver que alguns de vocês sentem falta do meu diário de escrita e peço mil perdões por não estar conseguindo mantê-lo, mas vocês entendem, né? Espero que eu termine logo as alterações que tenho que fazer em A3 e possa finalmente fazer o GRANDE POST DA REVISÃO. Eu estou demorando tanto assim porque minha ideia é dissecar as alterações que fiz no primeiro capítulo de A Ilha dos Dissidentes e explicar como foi o processo para vocês verem qual é minha abordagem.  ESPERO QUE NAS PRÓXIMAS SEMANAS ESSE POST ESTEJA AQUI!!!

Mas não prometo nada. Deixa eu voltar para os meus Anômalos.