Diário de Escrita #22

Antes de ir ao que interessa, essa semana aconteceram UM MILHÃO DE COISAS!!!!!

Como o lançamento de A Retomada da União está se aproximando numa velocidade impressionante (e um pouco assustadora), estão saindo citações, promoções e diversos outros tipos de divulgação em outros lugares. Ao longo das próximas duas semanas vou trazer tudo para cá, para concentrar em um lugar só, e devo liberar a playlist em breve também!

Mas ao que interessa:

1) A Retomada da União já está em pré-venda! Isso mesmo, você já pode comprar o livro na maior parte das lojas online, como a Saraiva, a Travessa, a Amazon, a Livraria da Folha, a Cia dos Livros. Comprar em pré-venda é interessante por dois motivos: sempre tem um desconto um pouco melhor do que comprar na hora e é muito bom para o autor. Já que meu objetivo aqui é sempre mandar a real sobre o processo editorial, boas vendas na pré-venda chamam a atenção das livrarias e fazem com que elas posicionem o lançamento melhor quando ele efetivamente ocorrer. Se você pode, sempre tente comprar os livros dos autores que você gosta em pré-venda.

2)  O lançamento oficial na Bienal teve a data confirmada. Embora eu vá na Bienal do dia 05/09 ao dia 13/09 (com exceção, por enquanto, do dia 08), o lançamento oficial de A Retomada da União será dia 07/09, às 16h, no Estande da Editora Autêntica. Também haverá um evento de O Outro Lado da Cidade, coletânea em que participo com nove outros autores, no estande da Editora Aquário, mas informo sobre isso mais para frente.

3) A fanpage Anômalos está com um sorteio bem legal valendo toda a trilogia autografada. Para participar, é só compartilhar a imagem da fanpage e preencher o formulário! Participem!

4) Devido à imensa demanda de blogueiros por parceria e minhas limitações em fazê-las, decidi criar uma newsletter para mandar informações em primeira mão para os blogueiros interessados. Daí decidi colocar três segmentos: leitores, blogueiros e escritores que querem acompanhar o Diário mais de perto. É só se inscrever nesse link!

Acho que é isso. Então vamos ao que interessa? Hoje vamos falar de FICHAS DE PERSONAGENS!!

Eu recebi um email esses dias da Danielle, que publica um livro no Wattpad, dizendo que ela está com um pouco de dificuldade em organizar os personagens e me perguntando um pouco mais sobre como faço minhas fichas. Ao mesmo tempo, comecei dois novos projetos (não é starships) e eles estão exatamente nesse estágio, o de construir os personagens e fazer a ficha deles.

Camarila

Dou uma paçoquita para quem adivinhar quais clãs eu mais usava quando jogava~

No meu caso, como venho de um background de jogadora de RPG, minhas fichas vem da minha experiência de construir personagem para os jogos. Sempre joguei mais Vampiro, que é Storyteller e mais baseado na história do seu personagem e na interpretação do que nos seus pontos e atributos, então sempre foi muito importante saber de onde o personagem veio, as suas motivações, o que era importante para ele ou não, da onde tinham vindo as suas vantagens e suas desvantagens… Acho que ter vindo desse background me deu uma noção muito boa de que todo mundo tem aspectos bons e aspectos ruins e que às vezes algo que pode te ajudar em um lado atrapalha em outro ponto da sua vida. É importante pensar nisso na hora de construir personagem para que ele seja tridimensional.

Minha ficha padrão varia conforme as necessidades da história. A de Anômalos, por exemplo, tinha nome, família, história (mais sobre isso um pouco à frente), poder – explicando como ia se desenvolver e como afetava ou não a vida da pessoa na história – e idade/aniversário. A de Starships tem nome, aniversário, família, notas/classificação no total de alunos, área de estudo escolhida, história, uma descrição subjetiva do sentimento associado ao personagem.

Se vocês perceberem, em nenhuma delas tem um campo para personalidade. Eu sei que alguns autores trabalham assim, mas eu não gosto de separar a personalidade e a história, como se fossem coisas completamente diferentes. Em história, eu coloco tudo que acho relevante sobre o passado do personagem, não o que vai acontecer com ele. Da história familiar, passando pelo relacionamento com a família, com os amigos, à visão de mundo, tudo vai nesse campo. São esses detalhes que constroem e justificam a personalidade do personagem, todo o conjunto de experiências e de interações que ele teve ao longo da vida. Claro que quando eu sento para esquematizar isso tudo, eu já tenho uma personalidade prévia. Mas é no processo de descobrir a história de cada um dos personagens que descubro detalhes, pequenas nuances que o fazem diferente.

Ainda sobre personalidade, eu preciso deixar algumas coisas em aberto para que eu descubra durante a história. Vocês já devem ter visto algum autor comentando sobre “personagem x é rebelde demais, nunca quer fazer o que eu planejo!” e é exatamente disso que estou falando. Às vezes você planeja tudo certinho e quando chega na hora h, o seu sexto sentido/instinto/alma do personagem/sei lá se apodera de você e no final você segue um caminho completamente diferente do que planejava. Isso é bem normal e não precisa se desesperar.

Eu também não faço descrições físicas na ficha, mas tem gente que gosta. Em geral eu não gosto de descrever os personagens fisicamente de forma direta e prefiro ir dando dicas da aparência ao longo da escrita, então só ressalto algo na ficha quando é bem relevante (por exemplo, um dos pontos da protagonista de Starships é que ela é bem alta e isso tá na ficha dela).

Ao contrário do que acham, eu sei exatamente o que estou fazendo.

Uma curiosidade estranha é que eu SEMPRE faço a seleção de casa de hogwarts extremamente detalhada para cada personagem, ahaha. E uso um sistema um pouco mais avançado, que envolvem casas primárias e secundárias e eu devo fazer um post sobre isso outro dia. É a classificação que eu gosto por algum motivo que só os deuses entendem, mas tem gente que usa os tipos Meyer-Brigss ou as personalidades do eneagrama ou qualquer coisa assim. Você deve escolher o que parece melhor para você, na real.

No final, sistematizo isso da maneira que é mais adequada ao enredo que preciso contar. Acho que, no final, o que temos que ter em mente ao construir personagens é que eles não podem ser um amontoado de características sem conexão, sabe. As coisas precisam ser costuradas para fazerem sentido. Outro ponto importante é que não se pode traçar uma linha definitiva dividindo qualidades e defeitos porque não é tão simples assim. Em um momento, uma característica socialmente vista como positiva pode causar problemas sérios ou um “defeito”, salvar uma vida. As atribuições positivas e negativas às características de personalidade mudam conforme a sociedade em que se vive, assim como quanto ao gênero à que se refere, e é muito importante se desvencilhar dessas amarras para construir um personagem que parece verdadeiro.

Eu acho que é isso, por enquanto, quanto à ficha. Peço desculpas por não ter colocado um modelo padrão para vocês seguirem, mas acho que o mais importante é entender a densidade de informações que vocês precisam organizar e definir a melhor maneira de sistematizá-las vocês mesmos. Provavelmente vamos voltar a falar sobre personagens no futuro, porque é um assunto que rende bastante!

2 Comments

  1. Muito interessante!

    Pra esse tipo de aspecto da personalidade, eu gosto de usar o esquema de 4 temperamentos, não sei se tem um nome, que divide as pessoas em Colérico, Sanguíneo, Fleumático e Melancólico.

    Outra coisa, é que eu tinha uma pergunta que nada tem a ver com esse texto, mas daí você disse que começou dois novos projetos e eu lembrei: No seu caso, você considera bom e produtivo escrever duas histórias ao mesmo tempo? Você disse que começou dois novos projetos, estçao em fase de planejamento, mas você pretende começar a escrever os dois simultaneamente? Ou terminar um e só depois começar o outro?

    • barbaram

      August 21, 2015 at 14:32

      Eu geralmente trabalho em um livro só ao mesmo tempo, PORÉM esses dois aí são em parceria com pessoas super legais e não são necessariamente livros, entããão……….

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*


© 2017

Theme by Anders NorenUp ↑